09 de maio de 2018
Samara Cavalli Piana
O PV entrou na minha vida pra me completar, pra transbordar amor e compaixão, pra ser a cereja do bolo na minha vida!

Depois de mais de dois anos cuidando de mim, me conhecendo a fundo em processo terapêutico eu percebi que eu queria e podia mais do que eu sabia. Eu disse sim pro projeto e, quando conheci as crianças, elas disseram sim pra mim. Achei que poderia me sentir deslocada e perdida no inicio, mas cada olhar, cada sorriso, cada conversa com os peixinhos me fizeram sentir que eu estava exatamente onde deveria estar, e ainda, como era possível não ter entrado antes?!
Não tenho palavras que consigam expressar as emoções dos momentos que passo no PV, são sentimentos que vão de tristeza, ao se compadecer de uma história, uma situação, até a euforia, de poder estar vivenciando a mais pura alegria e espontaneidade dos peixinhos. Sentimentos de realização, por ter conseguido transmitir energia e esperança, a frustrações de querer fazer mais e não encontrar meios para isso. Estar no PV não é fácil, exige paciência, dedicação, comprometimento.. ele testa todos os meus limites!

Mas são essas dificuldades que me fizeram e fazem perceber a força do amor. Nesse pouco tempo de projeto, já sinto amor por cada um deles, lembro deles em minhas orações diárias, fico pensando em como ajudá-los sempre, mais e mais. Não sabia que existia esse sentimento dentro de mim, gostei de conhece-lo. Assim, só tenho que agradecer ao PV pela oportunidade de estar no projeto com vocês e ter conhecido esse mundo, complicado mas com certeza divino!

Voluntária: Samara Cavalli Piana
Compartilhar